Sagres é a nova pepsi

Já estava provado – desde que a pepsi o ano passado resolveu fazer o que fez com cristiano ronaldo nas redes sociais – que com os fãs não se brinca, mas a sagres quis repetir a proeza e  tirar a prova dos nove. Foi com este anúncio  que os fãs do sporting se insurgiram contra a marca, tudo porque esta mostrou o que aconteceu no jogo entre o sporting e o belenenses – um frango do Rui Patrício. Ora que os fãs reconheçam o frango é uma coisa, agora que uma marca goze com o sucedido é outra, ainda para mais sendo a sagres patrocinadora da liga. Enfim, a coisa não correu bem, e foram vários os que se manifestaram intensa e incessantemente, ao ponto da Sagres ter retirado o anúncio ao mesmo tempo que pedia desculpas aos fãs. Veja-se o post com o pedido de desculpas aqui:

Ontem publicámos, aqui na nossa página, um video que não foi interpretado da forma com que o criámos e pensámos….

Posted by Cerveja Sagres on Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2015

Esta situação leva-me a uma primeira pergunta – estarão as marcas proibidas de gozar/brincar seja com o que for? Parece que sim. Podem fazer o que quiserem, subir o preço dos produtos escandalosamente, tratar mal os empregados, dificultar o acesso do produto ao cliente, mas gozar com situações reais é que não. Para isso estamos cá nós.

Depois, e analisando agora a questão da sagres vs adeptos, não percebo onde está a parvoíce dos últimos, que se revoltaram “forte e feio” contra o anúncio (estará também o humor dos portugueses em crise?) mas muito menos percebo a sagres a pedir desculpa. É que até parece que é uma marca “acabadinha” de nascer e que desconhecia que, ao entrar neste jogo (relatar jogos de futebol sob o ponto de vista do adepto), teria sempre este género de repercussões/atitudes.

Quanto à questão do anúncio mostrar clubismo (motivo de desordem entre a sagres e os adeptos), sinceramente não posso aceitar/acreditar que uma marca como a sagres tenha aceite/feito este anuncio com base em favoritismo. Não acredito porque não vejo razão nenhuma para uma marca pôr em causa as receitas do consumo do seu produto, só porque alguém dentro do grupo é do clube A ou B. Duvido que se tenham dado a esse luxo, mesmo. O que aconteceu é que se esqueceram das possíveis interpretações que o anúncio estaria sujeito. E é aí que pecam.

Do meu ponto de vista, nunca deviam ter arriscado criar um anúncio (ou uma série de anúncios, como eles justificam no post) que tem um publico muito difícil – os fãs. Um fã, neste caso de futebol, é o pior publico de uma marca. É que este vê – seja o que for – com o coração. E tudo o que é visto com o coração torna-se demasiado vulnerável e frágil.

Poderemos por isso criticar a atitude dos fãs, mesmo que não concordemos? Não. Poderemos por isso criticar o anúncio? Também não. Mas poderemos criticar – e muito – a estratégia e o pedido de desculpas da Sagres? Obviamente.

Ainda assim e quanto ao anúncio propriamente dito: é fraco, não tem graça, nem conteúdo, na verdade não acrescenta nada.

O Video:

Your Website Title

Deixar uma resposta