Ideias às postas | Marketing I2C

insight your internet to individual consumer.

E se lhe pedissem para tentar concretizar a ideia de um site onde se venda carne fresca e com qualidade?

Como vender carne num sítio que não num talho? como vender carne só utilizando um site? como recriar os argumentos de venda que existem num talho para um espaço virtual, sem suporte fisico algum?

 

Simples: construir um site que seja o talho pessoal da familia. Um site que diminua o aglomerar de carne no frigorifico ou a arca frigorifica e passar a mensagem de que o site é parte integrante da casa. Que é um frigorifico exclusivo, adaptado à necessidade imediata, sem o inconveniente de ter de armazenar/congelar a carne em casa diminuindo a qualidade e o tempo que se perde a descongelar. Criar uma rede de distribuição capaz de garantir uma entrega com um prazo máximo de uma hora, onde o distribuidor assumirá o papel de empregada doméstica que conhece mais do que os donos da casa, o que eles comem e como gostam das coisas.

Promover a primeira compra baseada nos argumentos:

este nao é o nosso talho, é o seu e está em sua casa.

A qualidade da carne da carne que escolhe é a que já escolheu na primeira compra, – a melhor, afinal a que escolhe é como se já tivesse na sua casa.

Você nao está a efectuar uma compra, você vai fazer um almoço.

Você nao precisa de ver com os proprios olhos a carne que selecciona, é a sua “empregada” que vai às compras, só nao tem é de lhe pagar a tempo inteiro.

Eu tenho um frigorifico virtual que me possibilita o tipo de carne que eu quiser, as vezes que quiser e a quantidade que quiser, uma hora depois de eu decidir o que vou cozinhar e se por ventura não souber o que fazer, não preciso de puxar muito pela cabeça, há um livro de receitas no meu frigorifico.

E depois, porque hei-de ir eu ao talho se posso começar a preparar a refeição?

No fundo o site trata-se da criação de um sistema de distribuição por zona, em que, trabalham vários talhos cooperativamente, com conhecimento concreto de cada cliente e dos seus gostos.

O serviço de distribuição de carne seria efetuado consoante a localização do talho. Quem estiver mais perto é o vendedor, sendo que na zona haveria um a dois estafetas comuns, ( cada talho pagaria uma parte do ordenado consoante nº de encomendas), e entregaria ao cliente no momento em que apenas esse a quer cozinhar, tudo através de um simples site que é no fundo um simples sistema de coopetir de forma saudável.

Your Website Title

Deixar uma resposta