passa palavra

É indiscutivelmente o “brinquedo/jogo” que mais me marcou na infância. E é também o que mais me continua a marcar. Lembro-me de passar tardes continuas à volta de uma confusão de peças coloridas espalhadas ao meu redor e de, em momento algum, me cansar. Lembro-me que com três peças fazia uma cão, com duas peças […]